Header

Certificação de Entidades Formadoras

Main Content

Manutenção da certificação

Após a certificação inicial, a entidade formadora deve assegurar, a todo o tempo, que a sua estrutura e práticas formativas estão em conformidade com os requisitos de certificação e o cumprimento dos deveres associados a este reconhecimento. 

A avaliação da manutenção da certificação da entidade pode ser assegurado pela DGERT por duas vias:

  • A realização de auditorias de manutenção
  • A avaliação do desempenho com base em indicadores , aferidos em processo de autoavaliação

A auditoria constitui, atualmente, o meio preferencial de avaliação das condições da entidade para efeitos da manutenção da sua certificação, sem prejuízo da preparação da mesma ser apoiada na análise técnica de indicadores de formação fornecidos pela entidade.


Saiba mais em Auditoria de manutenção e Indicadores de desempenho

 

TERMO DA CERTIFICAÇÃO

A certificação não tem prazo de validade associado, mas pode cessar na sequência de um processo de auditoria ou por motivos particulares.

 

Revogação da certificação

A revogação da certificação pode ocorrer por dois motivos principais:

Oposição, por parte da entidade formadora, à realização de auditoria de manutenção (não pagamento da auditoria ou impedimento de realização da mesma). Esta situação pode implicar a revogação total do reconhecimento.

Incumprimento dos requisitos e deveres de certificação, avaliado em auditoria. Esta situação pode implicar a revogação total ou parcial do reconhecimento (em algumas áreas de educação e formação)

Em ambos os casos, a decisão de revogação é sempre precedida por uma fase de audiência prévia de interessados e, se aplicável, por uma fase de regularização de incumprimentos.

 

Caducidade da certificação

A certificação pode caducar nas seguintes situações:

Extinção da entidade formadora certificada sem transmissão desse reconhecimento para outra entidade

Ausência de actividade formativa durante dois anos consecutivos, para as entidades estabelecidas em território nacional

Cessação da legalidade da atividade como entidade formadora no país de origem, para entidades estabelecidas noutros Estados membros

Interdição do exercício da atividade em território nacional, por decisão judicial ou administrativa

A declaração de caducidade da certificação  é assegurada pela DGERT perante a informação formal sobre as situação da entidade, não exigindo uma avaliação ou decisão técnica.

 

Renúncia à certificação

A entidade pode, voluntariamente, manifestar a sua intenção de renunciar ao estatuto de entidade formadora certificada, sempre que tenha motivos que assim o justifiquem.

A manifestação desta intenção deve ser formalmente expressa à DGERT, pelo responsável da entidade, indicando a data em que se pretende que a renúncia surta efeitos. Esta informação não exige uma avaliação ou decisão técnica por parte da DGERT.

 

Após o termo da certificação

A entidade:

  • Abstém-se de utilizar o certificado ou certificados emitidos e de publicitar o reconhecimento, em todos os suportes promocionais ou de trabalho utilizados
  • Mantém o acesso à sua área reservada, na qual pode consultar todo o histórico do processo de certificação, bem como submeter novo pedido de certificação se assim o entender 

A DGERT: 

  • Retira o acesso ao certificado e logotipo de entidade formadora certificada da área reservada da entidade
  • Divulga as situações de término da certificação num ficheiro específico, acessível neste site